322793_med__20160303093453_heliardo

Com oito gols assinalados o atacante Heliardo (Foto),  do São José, embora nem tenha chegado a final, não foi destituído da artilharia do Campeonato Gaúcho da Divisão Especial, ontem encerrado.

Com o vice, Brenner, do Juventude, autor de sete gols, lesionado- além de contratado pelo Internacional- e com Bobô e Pedro Rocha, ambos do Grêmio, com seis, fora da disputa da disputa, somente se Eduardo Sasha e Andrigo, do Internacional e Róberson, do Juventude, que estavam com cinco,  se marcassem três gols, poderiam igualar ou superar ( se um deles marcasse quatro vezes) o atacante zequiano. destes, somente Sasha marcou, mas um só, e o máximo que conseguiu, foi igualar-se aos artilheiros gremistas.

Assim, Heliardo, com oito gols,  o artilheiro deste Gauchão, foi “o menor” do Estadual nos últimos 45 anos. Foi em 1972 que Valdomiro, do Internacional, e Décio, do Esportivo, dividiram a artilharia do Gauchão com apenas seis gols.

De 1972 para cá, somente mais uma vez houve um goleador de Gauchão com apenas um dígito de gols, que foi Forlán, uruguaio do Inter, em 2013, com nove.
Ainda que oito gols seja um número de gols pequeno para um goleador de Gauchão, diante da possibilidade de o artilheiro poder disputar de 13 a 18 jogos, o Gauchão de 72 proporcionou a possibilidade de se disputar de 24 (pois era 25 times , nove a mais do que agora) a 38 jogos.

Assim, Valdomiro e Décio devem ter feito um gol a cada seis jogos e meio, apenas. Já neste Gauchão, Heliardo fez um gol a cada dois jogos.

 

574_aspecirLHombre Linha Premium (1)Rogério Bohlke

 

 

OFERECIMENTO:
-Aspecir Previdência
e
-LHombre Calçados